Comunicados ao Mercado

PROFARMA DISTRIBUIDORA DE PRODUTOS FARMACÊUTICOS S.A
COMPANHIA ABERTA
CNPJ/MF nº 45.453.214/0001-51
NIRE 33.3.0026694-1

COMUNICADO AO MERCADO - Esclarecimentos CVM/BM&FBOVESPA

Publicação errônea de informação no jornal Valor Econômico

Transcrição de Ofício SAE 0214/2015
04 de fevereiro de 2015 0214/2015-SAE

Profarma Distribuidora de Produtos Farmacêuticos S.A.
Diretoria de Relações com Investidores
Sr. Maximiliano Guimarães Fischer
Ref.: Solicitação de esclarecimento sobre decreto de falência

Prezados Senhores,
Em coluna específica do jornal Valor Econômico, edição de 04/02/2015, consta que foi decretada a falência de Profarma Distribuidora de Produtos Farmacêuticos S.A., pela 4ª Vara de Pouso Alegre/MG, mediante convolação de recuperação judicial em falência. Solicitamos enviar o mais breve possível, até às 9hs de 05/02/2015, esclarecimentos sobre essa decretação de falência, bem como outras informações consideradas importantes. No arquivo a ser enviado deve ser transcrito o teor da consulta acima formulada antes da resposta dessa empresa.
Esta solicitação se insere no âmbito do Convênio de Cooperação, firmado pela CVM e BM&FBOVESPA em 13/12/2011, e o seu não atendimento poderá sujeitar essa companhia à eventual aplicação de multa cominatória pela Superintendência de Relações com Empresas – SEP da CVM, respeitado o disposto na Instrução CVM nº 452/07.
Atenciosamente,

Nelson Barroso Ortega
Superintendência de Acompanhamento de Empresas BM&FBOVESPA S.A. – Bolsa de Valores, Mercadorias e Futuros c.c.
CVM – Comissão de Valores Mobiliários
Sr. Fernando Soares Vieira – Superintendente de Relações com Empresas
Sr. Wladir de Jesus Nobre – Superintendente de Relações com o Mercado e Intermediários

Rio de Janeiro, 04 de fevereiro de 2015 - A Profarma Distribuidora de Produtos Farmacêuticos S.A. – BM&FBOVESPA: PFRM3 – (“Companhia” ou “Profarma”), em resposta ao Ofício SAE 0214/2015 acima transcrito, informa ao mercado e ao público em geral que o jornal Valor Econômico, na página B4 do caderno Empresas, em sua edição de hoje, 4 de fevereiro de 2015, publicou equivocadamente nota que informa que foi decretada a falência da Profarma.

Na verdade, a Profarma está habilitada como credora no processo de recuperação judicial da Drogaria Pinto Reis Ltda., em curso na mesma 4ª Vara Cível de Pouso Alegre, Minas Gerais, motivo pelo qual o nome da Companhia está incluído em todas as publicações referentes ao processo, inclusive na publicação que decretou a falência da Drogaria Pinto Reis Ltda..

Informamos que não há qualquer decretação ou pedido de Recuperação Judicial ou Falência contra a Profarma Distribuidora de Produtos Farmacêuticos S.A..

Rio de Janeiro, 4 de fevereiro de 2015..

Maximiliano Guimarães Fischer
Diretor de Relações com Investidores

Índices

Copyright Profarma 2016 - Todos os direitos reservados

imgCapctha