Comunicados ao Mercado

PROFARMA DISTRIBUIDORA DE PRODUTOS FARMACÊUTICOS S.A
COMPANHIA ABERTA DE CAPITAL AUTORIZADO
CNPJ/MF nº 45.453.214/0001-51
NIRE 33.3.0026694-1

Rio de Janeiro, 26 de setembro de 2016.

À

Comissão de Valores Mobiliários – CVM

Rua Sete de Setembro, n° 111, 33° andar,

Rio de Janeiro – RJ

At.: Superintendência de Relações com Empresas – SEP

Sra. Ana Lúcia da Costa Pereira

Ref.: Ofício nº3057/2016-SAE/GAE2

A Profarma Distribuidora De Produtos Farmacêuticos S.A. ("Companhia”) vem pelo presente apresentar sua resposta ao Ofício nº 3057/2016-SAE/GAE 2 ("Ofício”), cuja solicitação de esclarecimentos segue a seguir transcrita:

“Profarma Distribuidora de Produtos Farmacêuticos S.A

At. Sr. Maximiliano Guimarães Fischer

Diretor de Relações com Investidores

Ref.: Solicitação de esclarecimentos sobre notícia veiculada na imprensa

Prezados Senhores,

Em notícia veiculada pelo jornal Valor Econômico, em 23/09/2016, consta, entre outras informações, que:

- A Br Pharma está prestes a fechar a venda da Drogaria Rosário, rede de farmácia do Centro-Oeste, por cerca de R$ 200 milhões para a Profarma;

- A Profarma deve usar recursos próprios e contratar financiamento para comprar a Rosário.

Não identificamos essas informações nos documentos enviados por essa companhia, por meio do Sistema Empresas.NET. Em caso de contraditório, favor informar o documento e as páginas em que constam as informações e a data e hora em que as mesmas foram enviadas.

Cabe ressaltar que a companhia deve divulgar informações periódicas, eventuais e demais informações de interesse do mercado, por meio do Sistema Empresas.NET, garantindo sua ampla e imediata disseminação e o tratamento equitativo de seus investidores e demais participantes do mercado.

Isto posto, solicitamos esclarecimentos sobre os itens assinalados, até 26/09/2016, sem prejuízo ao disposto no parágrafo único do art. 6º da Instrução CVM nº 358/02, com a sua confirmação ou não, bem como outras informações consideradas importantes.

A resposta dessa empresa deve ser enviada por meio do módulo IPE, selecionando-se a Categoria: Fato Relevante ou Categoria: Comunicado ao Mercado, o Tipo: Esclarecimentos sobre consultas CVM/Bovespa e, em seguida, o Assunto: Notícia divulgada na mídia, o que resultará na transmissão simultânea do arquivo para a BM&FBOVESPA e CVM.

Ressaltamos a obrigação, disposta no parágrafo único do art. 4º da Instrução CVM nº 358/02, de inquirir os administradores e acionistas controladores da companhia, com o objetivo de averiguar se estes teriam conhecimento de informações que deveriam ser divulgadas ao mercado.

No arquivo a ser enviado deve ser transcrito o teor da consulta acima formulada antes da resposta dessa empresa.

Esta solicitação se insere no âmbito do Convênio de Cooperação, firmado pela CVM e BM&FBOVESPA em 13/12/2011, e o seu não atendimento poderá sujeitar essa companhia à eventual aplicação de multa cominatória pela Superintendência de Relações com Empresas – SEP da CVM, respeitado o disposto na Instrução CVM nº 452/07.”

A propósito, a Companhia esclarece que avalia constantemente oportunidades de mercado, mas, em 23/09/2016, data na qual a notícia foi veiculada, não havia qualquer deliberação societária, contrato, memorando, instrumento de intenções, term sheet ou qualquer outro documento, vinculante ou não vinculante, com qualquer pessoa, capaz de justificar a divulgação de um fato relevante pela Companhia.

Não obstante, em 25 de setembro de 2016, a Companhia, por meio de sua subsidiária integral Nice RJ Participações S.A. e a BR Pharma S.A. celebraram contrato de compra e venda de participações societárias, tendo por objeto a totalidade do capital social da Drogaria Rosária S.A. e do Centro Oeste Farma Distribuidora de Medicamentos Ltda., o qual encontra-se sujeito a determinadas condições suspensivas usuais a este tipo de transação. As informações relevantes sobre a transação constam no do fato relevante da Companhia divulgado nesta data, disponível para consulta desde as 7h40 (“Fato Relevante”).

Adicionalmente, a Companhia informa que acompanha diariamente o comportamento das ações de sua emissão (“Ações”), sendo certo que, no pregão do dia de divulgação da reportagem mencionada no Ofício não houve variação anormal da cotação das Ações que justificasse qualquer manifestação pública pela Companhia.

Por fim, a Companhia reitera seu compromisso de fornecer tempestivamente informações adequadas aos seus acionistas e ao mercado sempre que qualquer fato relevante ocorra efetivamente.

Maximiliano Guimarães Fischer

Diretor de Relações com Investidores

Índices

Copyright Profarma 2016 - Todos os direitos reservados

imgCapctha