Atas de Conselho de Administração

PROFARMA DISTRIBUIDORA DE PRODUTOS FARMACÊUTICOS S.A. 
NIRE 33.3.0026694-1
CNPJ/MF Nº 45.453.214/0001-51

Reunião do Conselho de Administração
REALIZADA EM 06 DE AGOSTO DE 2009

1. DATA, HORA E LOCAL: Realizada aos 06 dias do mês de agosto de 2009, às 10:00 horas, na sede social, na Cidade do Rio de Janeiro, Estado do Rio de Janeiro, na Avenida das Américas, nº 500, Bl. 12, loja 107, CEP 22640-100.

2. CONVOCAÇÃO E PRESENÇAS: Convocados os membros do Conselho de Administração, mediante notificação escrita entregue com apresentação da pauta dos assuntos a serem tratados, instalando-se a reunião com a presença dos Conselheiros representando o quorum necessário, nos termos do estatuto social da Companhia.

3. MESA: Os trabalhos foram presididos pelo Sr. Sammy Birmarcker, que convidou o Sr. Evilásio Lino Freire para secretariá-lo.

4. ORDEM DO DIA: Reeleição dos membros da Diretoria.

5. DELIBERAÇÕES: O Conselho de Administração, por unanimidade de votos, sem quaisquer restrições e em conformidade com o artigo 18 do Estatuto Social, deliberou reeleger para o cargo de Diretor Presidente da Companhia o Sr. Sammy Birmarcker, brasileiro, casado, economista, portador da Cédula de Identidade RG nº 07.023.989-5 – IFP, inscrito no CPF/MF sob nº 810.719.737-20; e para o cargo de Diretor Administrativo Financeiro e de Relações com Investidores, o Sr. Maximiliano Guimarães Fischer, brasileiro, casado, engenheiro mecânico, portador da Cédula de Identidade RG nº 4.162.998-IFP, inscrito no CPF/MF sob nº 795.465.107- 00, ambos residentes e domiciliados na Capital do Estado do Rio de Janeiro, com endereço profissional na Avenida das Américas, nº 500, bloco 12, loja 107. O mandato dos Diretores ora eleitos é de 3 (três) anos a contar da presente data.

Os diretores ora nomeados, presentes à Reunião, declaram, sob as penas da lei, que não estão impedidos, por lei especial, de exercer a administração da Companhia e nem condenados ou sob efeitos de condenação, a pena que vede, ainda que temporariamente, o acesso a cargos públicos; ou por crime falimentar, de prevaricação, peita ou suborno, concussão, peculato; ou contra a economia popular, contra o sistema financeiro nacional, contra as normas de defesa da concorrência, contra as relações de consumo, a fé pública ou a propriedade, sendo desde logo investidos nos cargos para os quais foram eleitos, mediante assinatura do correspondente termo de posse.

6. ENCERRAMENTO: Nada mais havendo a tratar, foi encerrada a reunião, da qual se lavrou a presente ata que, lida e achada conforme, foi assinada pelos presentes.

Confere com o original lavrado em livro próprio.
Rio de Janeiro, 06 de agosto de 2009.

____________________________
Evilásio Lino Freire
Secretário

Índices

Copyright Profarma 2016 - Todos os direitos reservados

imgCapctha